Página 1 de 3 123 ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 10 de 23

Tópico: Dicas do TX115

  1. #1
    Acesso ao Clube Avatar de TX115
    Data de Ingresso
    Dec 2012
    Localização
    Recife
    Posts
    995
    Peso da Avaliação
    8

    Dicas do TX115

    Como vou deixar de participar do fórum (http://importabr.com.br/boteco/7174-...muambeiro.html), um monte de gente me escreveu pedindo algumas dicas. Infelizmente uma parte delas não poderá ser aplicada muito facilmente, mas como existe muita gente curiosa, vou tentar descrever como trabalho, neste que será meu último tópico aqui.

    A maior parte das dicas que vou passar estão mais relacionadas a um bom gerenciamento da loja e bom atendimento. Não tem mágica nenhuma.

    Impostos
    Primeiro de tudo. Não existe dica pra nunca ser taxado. Os objetos tributados tiveram grande aumento e a tendência é apenas piorar. Esse fórum já tá entupido de informações sobre falsas declarações de conteúdo e valor. Usem por conta e risco. Quando forem comprar algo, pensem no produto já custando + 60%.

    Os produtos
    Venda produtos totalmente legais no Brasil. Se um dia tiver problemas, pelo menos a bronca vai ser menor.
    Eu trabalho com produtos de alto valor agregado. São produtos técnicos muito especializados. Necessário entender muito bem daquilo que está vendendo.
    Quase ninguém vai ganhar dinheiro de verdade e conseguir viver bem disso vendendo quinquilharia e camisa da gaivota. Nestes segmentos existem 300.000 concorrentes e muita gente trabalhando com produto falsificado. No meu segmento são apenas 4 empresas disputando 5.000 clientes potenciais. Uma maravilha.

    Indo direto à fonte
    Não trabalho com atravessadores. No começo comprei meus produtos com revendedores, mas logo consegui contato direto com os fabricantes. Demorou, mas logo peguei três representações exclusivas para o Brasil. Como tenho preço de fabricante, comprar comigo no Brasil sai no máximo 20% mais caro do que comprar o mesmo produto em alguma loja do exterior, com uma diferença tão pequena não tenho concorrentes internacionais. Meus concorrentes são representantes oficiais locais de outras marcas internacionais.

    Sei que isso é quase impossível de se conseguir no ramo onde a maioria de vocês trabalha atualmente, mas existem milhares de produtos e centenas de fabricantes com grande potencial de venda que ainda não tem representação aqui. Pesquisem!

    Gerenciando a empresa
    Estude sobre administração de empresas (estoque, fluxo de caixa, contas a pagar...). Fiz vários cursos e li muitos livros. Recomendo o Empretec do Sebrae.

    Como atraí meus clientes
    Antigamente eu vendia apenas para conhecidos de minha cidade. Com o boom da internet passei a investir neste segmento e no meu caso foi fácil, mas trabalhoso. Trabalho numa determinada área de lazer/saúde e criei um site de conteúdo e um fórum de discussões. Quase 100% daqueles 5.000 clientes potenciais acessam meu site todos os dias. Dentro deste site coloco as propagandas de minha loja. Claro que gasto muito tempo investindo em conteúdo exclusivo e qualificado, que eu mesmo escrevo, mas graças a isso e ao bom atendimento não preciso mendigar cliente.

    Não trabalhar com Drop shipping (polêmica!)
    No passado as importações chegavam rapidamente e raramente eram tributadas. Lembro que um PAC (nem tinha esse nome) demorava 15 dias para ser entregue e uma importação demorava uns 20 dias. Diferença era irrisória. Hoje o PAC ou Carta Registrada (dependendo do seu produto) chega em uns 10 dias, mas tem importação demorando dois meses e no final o cliente pode ser surpreendido com um imposto altíssimo.

    O índice de insatisfação de quem compra com DS é muito alto. Muita gente compra sem perceber que está fazendo uma importação, afinal ninguém lê letra miúda e o site tá todo em português e fiz o pagamento utilizando métodos nacionais (cartão nacional, boleto, transferência bancária...).

    Com o produto em estoque você poderá vender mais caro e terá um cliente mais satisfeito.

    Formas de pagamento
    Disponibilize todas, inclusive parcelamento no cartão de crédito. Infelizmente brasileiro quer parcelar até compra de R$ 10,00 e minha intenção é vender e não educar financeiramente o cidadão, mas obviamente passe para o preço do produto os custos de financiamento e ofereça bons descontos para pagamento à vista. Quem quer parcelar que pague preço diferenciado (com juros).

    Atendimento ao cliente
    Trate seu cliente com o máximo de respeito, mesmo que ele esteja errado. NUNCA discuta ou faça piadinha. Se ele esbravejar, xingar, apenas escute e tente resolver o problema calmamente.

    Meus clientes são muito mimados. Se a entrega do produto atrasar (sempre culpa dos Correios) e ele me ligar reclamando, faço de tudo para que fique satisfeito. Muitas vezes devolvo o valor de frete que foi pago ou forneço um cupom de desconto para uma próxima compra. A maioria dos novos clientes que eu recebo são de indicações de outros clientes satisfeitos.

    No meu segmento, poucas pessoas no Brasil entendem tão bem dos produtos como eu. Por esta razão passo muita segurança quando estou atendendo o cliente. Raramente o cliente fica insatisfeito com o produto que recomendei. É muito comum o cliente querer comprar o produto mais caro e na dúvida me ligar para pedir sugestão. Quando é o caso, digo que aquele produto não é o mais adequado e recomendo outro mais barato, por exemplo. Clientes veem nisso muita honestidade e sempre retornam para futuras compras.

    Fora do horário comercial não atendo telefone, mas respondo e-mails. Sempre estou com o smartphone em mãos. Se o e-mail chegar entre 8h da manha e 21h, nunca demoro mais do quê 30 minutos para responder meu cliente. Cliente fica maluco de felicidade ao perceber a eficiência do atendimento.

    Quando eu falo em atendimento, não é apenas o pré-venda. O pós-venda é tão importante quanto. Logo, não trate com mais cuidado apenas quem vai comprar. Quem já comprou merece até mais respeito.
    Última edição por TX115; 07/06/2013 às 15:52.

  2. #2
    Member
    Data de Ingresso
    Nov 2012
    Posts
    20
    Peso da Avaliação
    0
    Parabéns!!!! Grande aprendizado Sucesso para você

  3. #3
    Junior Member
    Data de Ingresso
    Apr 2013
    Posts
    25
    Peso da Avaliação
    0
    Boas dicas, valeu pela contribuição.

  4. #4
    Acesso ao Clube Avatar de BRuno19
    Data de Ingresso
    Mar 2013
    Localização
    Importação! ;) :D
    Posts
    514
    Peso da Avaliação
    7
    Passa aí teu site por MP, ou qualquer informação de seus produtos, que não sei o que é ainda...
    "TUDO POSSO NAQUELE QUE ME FORTALECE!"

  5. #5
    Acesso ao Clube Avatar de Alessandroarn
    Data de Ingresso
    Nov 2012
    Localização
    BHTE
    Posts
    1.022
    Peso da Avaliação
    9
    Boas dicas! valew!

  6. #6
    Acesso ao Clube
    Data de Ingresso
    Aug 2012
    Localização
    Curitiba
    Posts
    126
    Peso da Avaliação
    8
    Muito bom o tópico.

    Mas vc n vai largar esta vida de Muambeiro, pode ter certeza que não. Mesmo ganhando um salario fixo, você irá sentir falta do contato com o publico, e muita falta de um prazer que o trabalho registrado não lhe da, que é a excitação de realizar uma nova venda, de receber uma grana naquela hora, e de pessoas atras do seu produto, isso empresa nenhuma trás.

    Eu comecei em 2007 na internet, vendia só produtos de armazenamento ( hd, cd, diskete), em 2008 entrei numa metalurgica internacional, muito alegre com o pagamento, hora extra, mas a alegria se tornou rotina, e aquele negócio de receber Vale dia 15 e pagamento dia 30 começou me deixar angustiado. 2009 sai da empresa e voltei pro comércio, agora no ramo de informática em geral, fiquei até 2010, apareceu um cargo com salário bom em outra empresa de grande porte, larguei tudo e fui trabalhar nela, fiquei apenas 8 meses, porque não era a mesma coisa, eu não sentia a adrenalina de ganhar aquele dinheiro, eu sentia de fazer bons serviços, criatividade, melhorias, mas a grana não acompanhava meu dia a dia, somente de 15 em 15 dias. Sai fora, e em 2010 mesmo montei outro negócio agora no ramo de Insulfilme para Automoveis e Residências, nesse ramo eu tinha minha loja, e terceirizava serviços de outras lojas, o negócio estava muito bem, acabei fechando minha loja pra fazer os serviços terceirizados, eu tinha funcionários que me ajudavam nos agendamentos e na mão de obra em residências e prédios. Apareceu a ideia de eu noivar com minha namorada naquela época e ir atrás de um imóvel, porém os bancos exigiam que eu tivece movimentação na conta, e eu tinha 5 contas em 5 bancos diferentes e não girava só em um, e para quem era empregado registrado, conseguia comprar só com os 3 olerites ou comprovante de renda.
    Em 2011 fechei meu negocio de insulfilme e entrei em outra empresa grande de nivel Internacional, foi nela que comecei a aprender os tramites de trazer produtos de fora, e a conviver com Americanos, fiz um curso de ingles para me infiltrar nos Gringos da empresa, mas aquele negócio de salário e sem emoção começou a me incomodar, então abri um negócio com minha Noiva, no ramo de Cosméticos, ela vendia e eu enviava os produtos, mas me faltava tempo para responder os clientes da internet, tinha vendas que eu perdia por isso, minhas maiores vendas eram as que minha noiva fazia pessoalmente na faculdade e no estágio. Então as vendas eletronicas começaram me encomodar com os atrasos das respostas aos clientes pois na empresa eu não podia usar celular era proibido em hora de trabalho.
    Então agora em 2013 comecei a fazer lojas virtuais, templates para o Mercado Livre, importar cosméticos, roupas, eletrônicos que eu vendia na empresa, e adivinhe, pedi para me mandarem embora kkkk

    Você irá trabalhar na empresa, mesmo que o salário seja de 9 mil como foi citado no outro tópico, mas a alegria dura pouco, pois vira rotina todo mês é aquele valor, naquele mesmo dia, como você já teve a experiência do comércio, você vai voltar a importar mesmo trabalhando na empresa, tenho certeza disso, você vai querer vender para seus colegas, você vai ouvir eles dizendo que querem comprar isso e aquilo, e você sabe que consegue pra eles e mais barato do que eles falam que acharam, e vai importar, vai vender pra eles tenho certeza, experiência própria kkkk

  7. #7
    Acesso ao Clube Avatar de BRuno19
    Data de Ingresso
    Mar 2013
    Localização
    Importação! ;) :D
    Posts
    514
    Peso da Avaliação
    7
    Citação Postado originalmente por GuilhermeDuda Ver Post
    Muito bom o tópico.

    Mas vc n vai largar esta vida de Muambeiro, pode ter certeza que não. Mesmo ganhando um salario fixo, você irá sentir falta do contato com o publico, e muita falta de um prazer que o trabalho registrado não lhe da, que é a excitação de realizar uma nova venda, de receber uma grana naquela hora, e de pessoas atras do seu produto, isso empresa nenhuma trás.

    Eu comecei em 2007 na internet, vendia só produtos de armazenamento ( hd, cd, diskete), em 2008 entrei numa metalurgica internacional, muito alegre com o pagamento, hora extra, mas a alegria se tornou rotina, e aquele negócio de receber Vale dia 15 e pagamento dia 30 começou me deixar angustiado. 2009 sai da empresa e voltei pro comércio, agora no ramo de informática em geral, fiquei até 2010, apareceu um cargo com salário bom em outra empresa de grande porte, larguei tudo e fui trabalhar nela, fiquei apenas 8 meses, porque não era a mesma coisa, eu não sentia a adrenalina de ganhar aquele dinheiro, eu sentia de fazer bons serviços, criatividade, melhorias, mas a grana não acompanhava meu dia a dia, somente de 15 em 15 dias. Sai fora, e em 2010 mesmo montei outro negócio agora no ramo de Insulfilme para Automoveis e Residências, nesse ramo eu tinha minha loja, e terceirizava serviços de outras lojas, o negócio estava muito bem, acabei fechando minha loja pra fazer os serviços terceirizados, eu tinha funcionários que me ajudavam nos agendamentos e na mão de obra em residências e prédios. Apareceu a ideia de eu noivar com minha namorada naquela época e ir atrás de um imóvel, porém os bancos exigiam que eu tivece movimentação na conta, e eu tinha 5 contas em 5 bancos diferentes e não girava só em um, e para quem era empregado registrado, conseguia comprar só com os 3 olerites ou comprovante de renda.
    Em 2011 fechei meu negocio de insulfilme e entrei em outra empresa grande de nivel Internacional, foi nela que comecei a aprender os tramites de trazer produtos de fora, e a conviver com Americanos, fiz um curso de ingles para me infiltrar nos Gringos da empresa, mas aquele negócio de salário e sem emoção começou a me incomodar, então abri um negócio com minha Noiva, no ramo de Cosméticos, ela vendia e eu enviava os produtos, mas me faltava tempo para responder os clientes da internet, tinha vendas que eu perdia por isso, minhas maiores vendas eram as que minha noiva fazia pessoalmente na faculdade e no estágio. Então as vendas eletronicas começaram me encomodar com os atrasos das respostas aos clientes pois na empresa eu não podia usar celular era proibido em hora de trabalho.
    Então agora em 2013 comecei a fazer lojas virtuais, templates para o Mercado Livre, importar cosméticos, roupas, eletrônicos que eu vendia na empresa, e adivinhe, pedi para me mandarem embora kkkk

    Você irá trabalhar na empresa, mesmo que o salário seja de 9 mil como foi citado no outro tópico, mas a alegria dura pouco, pois vira rotina todo mês é aquele valor, naquele mesmo dia, como você já teve a experiência do comércio, você vai voltar a importar mesmo trabalhando na empresa, tenho certeza disso, você vai querer vender para seus colegas, você vai ouvir eles dizendo que querem comprar isso e aquilo, e você sabe que consegue pra eles e mais barato do que eles falam que acharam, e vai importar, vai vender pra eles tenho certeza, experiência própria kkkk
    Ou seja... Dinheiro nunca é demais!
    Ditado popular: "Quanto mais têm, mais quer!"
    "TUDO POSSO NAQUELE QUE ME FORTALECE!"

  8. #8
    Senior Member
    Data de Ingresso
    Jun 2013
    Localização
    Passos-MG
    Posts
    219
    Peso da Avaliação
    7
    Uma coisa que você disse e eu concordo plenamente: "O cliente não lê"

    E digo mais, não é apenas letrinhas miúdas não, muitas vezes não lê nem mesmo as letras maiores e com cores vibrantes.

    E, realmente precisa ter muita paciência com o cliente. Como podem entrar em uma loja virtual que não conhecem, fazer uma compra de uns 300,00 e não ler absolutamente nada, ou seja, marcar o campo Aceito dos termos sem ler?

    Valeu pelas dicas importantes.
    Juliano Cunha
    WebMaster JCSites.com
    Revendedor BazarVintage.com.br

  9. #9
    Member
    Data de Ingresso
    Apr 2013
    Localização
    Sp
    Posts
    38
    Peso da Avaliação
    0
    Citação Postado originalmente por BRuno19 Ver Post
    Passa aí teu site por MP, ou qualquer informação de seus produtos, que não sei o que é ainda...
    Mole assim? hehe.. O cara já tá ajudando várias pessoas aqui no fórum, ele jamais deveria entregar o nicho/produto dele aqui... Pessoal aqui ta sabendo uma parte do know-how específico dele, se divulgasse o produto dele daqui a pouco tempo já teria vários concorrentes

    Abraços

  10. #10
    Member
    Data de Ingresso
    Apr 2013
    Localização
    Sp
    Posts
    38
    Peso da Avaliação
    0
    Citação Postado originalmente por GuilhermeDuda Ver Post
    Muito bom o tópico.

    Mas vc n vai largar esta vida de Muambeiro, pode ter certeza que não. Mesmo ganhando um salario fixo, você irá sentir falta do contato com o publico, e muita falta de um prazer que o trabalho registrado não lhe da, que é a excitação de realizar uma nova venda, de receber uma grana naquela hora, e de pessoas atras do seu produto, isso empresa nenhuma trás.

    Eu comecei em 2007 na internet, vendia só produtos de armazenamento ( hd, cd, diskete), em 2008 entrei numa metalurgica internacional, muito alegre com o pagamento, hora extra, mas a alegria se tornou rotina, e aquele negócio de receber Vale dia 15 e pagamento dia 30 começou me deixar angustiado. 2009 sai da empresa e voltei pro comércio, agora no ramo de informática em geral, fiquei até 2010, apareceu um cargo com salário bom em outra empresa de grande porte, larguei tudo e fui trabalhar nela, fiquei apenas 8 meses, porque não era a mesma coisa, eu não sentia a adrenalina de ganhar aquele dinheiro, eu sentia de fazer bons serviços, criatividade, melhorias, mas a grana não acompanhava meu dia a dia, somente de 15 em 15 dias. Sai fora, e em 2010 mesmo montei outro negócio agora no ramo de Insulfilme para Automoveis e Residências, nesse ramo eu tinha minha loja, e terceirizava serviços de outras lojas, o negócio estava muito bem, acabei fechando minha loja pra fazer os serviços terceirizados, eu tinha funcionários que me ajudavam nos agendamentos e na mão de obra em residências e prédios. Apareceu a ideia de eu noivar com minha namorada naquela época e ir atrás de um imóvel, porém os bancos exigiam que eu tivece movimentação na conta, e eu tinha 5 contas em 5 bancos diferentes e não girava só em um, e para quem era empregado registrado, conseguia comprar só com os 3 olerites ou comprovante de renda.
    Em 2011 fechei meu negocio de insulfilme e entrei em outra empresa grande de nivel Internacional, foi nela que comecei a aprender os tramites de trazer produtos de fora, e a conviver com Americanos, fiz um curso de ingles para me infiltrar nos Gringos da empresa, mas aquele negócio de salário e sem emoção começou a me incomodar, então abri um negócio com minha Noiva, no ramo de Cosméticos, ela vendia e eu enviava os produtos, mas me faltava tempo para responder os clientes da internet, tinha vendas que eu perdia por isso, minhas maiores vendas eram as que minha noiva fazia pessoalmente na faculdade e no estágio. Então as vendas eletronicas começaram me encomodar com os atrasos das respostas aos clientes pois na empresa eu não podia usar celular era proibido em hora de trabalho.
    Então agora em 2013 comecei a fazer lojas virtuais, templates para o Mercado Livre, importar cosméticos, roupas, eletrônicos que eu vendia na empresa, e adivinhe, pedi para me mandarem embora kkkk

    Você irá trabalhar na empresa, mesmo que o salário seja de 9 mil como foi citado no outro tópico, mas a alegria dura pouco, pois vira rotina todo mês é aquele valor, naquele mesmo dia, como você já teve a experiência do comércio, você vai voltar a importar mesmo trabalhando na empresa, tenho certeza disso, você vai querer vender para seus colegas, você vai ouvir eles dizendo que querem comprar isso e aquilo, e você sabe que consegue pra eles e mais barato do que eles falam que acharam, e vai importar, vai vender pra eles tenho certeza, experiência própria kkkk
    Empreendedorismo tá na veia, uma vez que você tem a possibilidade de trabalhar pra si próprio ganhando de acordo com o que produz, fica estranho trabalhar pra alguém ganhando um valor limitado, mesmo que seja em uma grande empresa. Pelo menos na minha opinião. Tenho certeza que o TX daqui a um tempo terá o negócio próprio dele na área que escolheu seguir. É uma coisa quase que natural a busca pelo empreendedorismo...

Página 1 de 3 123 ÚltimoÚltimo

Marcadores

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •