Olá! frequento ha algum tempo o forúm, porém estava conhecendo e lendo todos os tópicos e também buscando na rede algumas outras fontes para estar sanando algumas dúvidas, não sei se eu sou o único preocupado aqui, mas heje me deparei com um assunto em outro site que me chamou bastante atenção, um sujeito alegava que havia feito uma compra de 10 aparelhos chineses para vender no brasil, mas dizia que o mesmo aparelho já foi vendido no mercado livre por uma outra pessoa mais de 1700 unidades e que o valor que ele conseguiria para revenda legalizada seria de R$ 50,00 a mais do que o outro vendedor, ficando díficil competir. Foi então que comecei a me perguntar quais seriam as formas de baratear o produto legalizado e se é verdade o fato de além de pagar o imposto de importação de 60% ainda é possível que tenhamos que pagar o valor aproximado de até 18% dependo do estado referente ao Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Olhando por este lado, paga imposto+imposto+imposto.... acaba não compensando fazer estoque para venda a pronta entrega. alguém poderia esclarecer melhor essas formas de legalização de compra em atacado para revenda? e se é viável cadastrar no MEI para criar uma loja de vendas de importados.