Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 10 de 11

Tópico: Viagem P/ Orlando revenda...

  1. #1
    Super Moderador Avatar de santosrj
    Data de Ingresso
    Aug 2013
    Localização
    Rio de Janeiro
    Posts
    1.099
    Peso da Avaliação
    10

    Viagem P/ Orlando revenda...

    olá amigos do Fórum estou me programando para viajar para Orlando e comprar umas peças de camisas (Hollister, Tommy ...) pra eu revender aqui no forum e na minha loja, mas é a minha primeira vez indo lá, que vcs acham? vale apena fazer essa viagem? até quanto eu posso trazer de roupas?
    quem poder me ajudar tirando essas duvidas

    obrigado

  2. #2
    Member Avatar de mistermvr
    Data de Ingresso
    Nov 2012
    Localização
    Brasília - DF
    Posts
    49
    Peso da Avaliação
    0
    Se não me engano até 500 dolares de bens que não se caracterize como revenda..

  3. #3
    Novato
    Data de Ingresso
    Nov 2014
    Localização
    SP
    Posts
    6
    Peso da Avaliação
    0
    Caso queira arriscar trazer uma quantidade de produtos que ultrapasse os U$500 (que é uma ação mais do que comum), no caso de roupas, o que o pessoal costuma fazer é retirar as etiquetas para que numa eventual fiscalização possam alegar ser de uso pessoal. O único "porém" disso é que para comércio (revenda das peças) isso pode ser ruim.

  4. #4
    Banido
    Data de Ingresso
    Aug 2013
    Localização
    Orlando(FL)
    Posts
    676
    Peso da Avaliação
    0
    Citação Postado originalmente por santosrj Ver Post
    olá amigos do Fórum estou me programando para viajar para Orlando e comprar umas peças de camisas (Hollister, Tommy ...) pra eu revender aqui no forum e na minha loja, mas é a minha primeira vez indo lá, que vcs acham? vale apena fazer essa viagem? até quanto eu posso trazer de roupas?
    quem poder me ajudar tirando essas duvidas

    obrigado
    Amigo, tudo bom?

    Não aconselho hoje ninguém a fazer isso.
    Moro em Orlando e estou mensalmente no Brasil. Vou te explicar por que estou falando isso!

    1) Primeiro que esse lance de "Tem direito a U$ 500,00" é verdade, desde que: Não ultrapasse o limite quantitativo, ou seja, peças com de 20 dólares de custo tem uma quantidade máximo de 10 unidades e sem nenhuma idêntica. Peças de até 10 dólares, não pode trazer mais de 20 com nada idêntico também.
    2) Desde a copa a receita monitora perfis de viajantes "muambeiros" , e quando voc6e sai de USA, já sabem sua quantidade de bagagem, se desconfiarem já associam seu CPF a uma possível empresa(se a mesma existir), a classe do avião que viajou, se veio via conexão ou vôo direto, enfim...
    3) Esse lance de tirar etiqueta é mito! O fiscal sabe se aqueles itens são para revenda ou não, ou mesmo que ele não saiba, se ele quiser achar, já era amigo!
    4) Como iniciei com isso a anos atrás e hoje tenho empresa, a dica que posso lhe dar é que em uma mala grande cabem até 100 camisetas e cerca de 30 polos da Tommy, algo assim e depende do tamanho, pois os tamanhos XXL da tommy e RL são bem grandes.
    5) Lembre-se que além da quantidade tem o peso máximo de 32kgs por mala em vôos internacionais, e geralmente é caríssimo estourar esse peso, e qunado digo caro, cerca de U$ 200,00/kilo a mais(United airlines);
    6) O risco hoje de você ganhar uma multa ou perder tudo é altíssimo, e coloque na sua conta, o que gastou de passagem, hospedagem, compras e pior, o que deixaria de ganhar nas vendas se fosse tudo apreendido;
    7) Existem várias maneiras de enviar as coisas ao Brasil sem se expor, pois no momento que se expoe para a receita, ficará marcado e dependendo das vezes(geralmente 3X) que for parado a autuado, inicia uma investigaçao sobre você e pode responder crime contra a união. Não, não é achismo é verdade!
    8) Se vier a Orlando, avise que te dou algumas dicas muito importantes. Apesar de vender no fórum, não vejo como concorrência.
    9) Se manter hoje nesse negócio informalmente é muito mais arriscado do que importar legalmente, pois o risco sendo muito alto, o prejuízo é proporcional as perdas.
    10) Muita gente que trabalha com malas está parando por causa das novas regras da receita federal de atuaçao nos aeroportos.


    Enfim, esses são apenas alguns pontos que do motivo que eu acho por que nao deve fazer isso.


    Alguns pontos que são os prós de fazer dessa forma:

    1) Sem imposto nenhum caso passe pela receita;
    2) Lucro extremamente alto nas vendas;
    3) Seu custo básico será ticket de vôo/hospedagem/carro(em Orlando não tem como sem carro), que em uma viagem de 7 dias vai gastar em média U$ 1800
    4) Com certeza consegue fazer isso algumas X no ano, e depois poderá ficar marcado na receita pela quantidade de viagens, SE sempre for você a fazer isso.

    **Dica: Se for você sempre a viajar, ideal para nao ser marcado é viajar de 3 a 4X no ano. Menos que isso, o alerta da galera acende no aeroporto.


    Continuo dizendo que o risco é altíssimo hoje, mas é perfeitamente(e acho bem víavel).

    **Isso tudo que estou falando é considerando SP e RJ.


    De qualquer forma, muito boa sorte para você e bem vindo ao clube amigão


    Comece lendo atentamente isso:

    http://www.falandodeviagem.com.br/vi...p?f=224&t=7458

    http://www.falandodeviagem.com.br/vi...p?f=224&t=3669



    Abraços,


    Marco

  5. #5
    Super Moderador Avatar de santosrj
    Data de Ingresso
    Aug 2013
    Localização
    Rio de Janeiro
    Posts
    1.099
    Peso da Avaliação
    10
    Citação Postado originalmente por Marco Antonio Correia Ver Post
    Amigo, tudo bom?

    Não aconselho hoje ninguém a fazer isso.
    Moro em Orlando e estou mensalmente no Brasil. Vou te explicar por que estou falando isso!

    1) Primeiro que esse lance de "Tem direito a U$ 500,00" é verdade, desde que: Não ultrapasse o limite quantitativo, ou seja, peças com de 20 dólares de custo tem uma quantidade máximo de 10 unidades e sem nenhuma idêntica. Peças de até 10 dólares, não pode trazer mais de 20 com nada idêntico também.
    2) Desde a copa a receita monitora perfis de viajantes "muambeiros" , e quando voc6e sai de USA, já sabem sua quantidade de bagagem, se desconfiarem já associam seu CPF a uma possível empresa(se a mesma existir), a classe do avião que viajou, se veio via conexão ou vôo direto, enfim...
    3) Esse lance de tirar etiqueta é mito! O fiscal sabe se aqueles itens são para revenda ou não, ou mesmo que ele não saiba, se ele quiser achar, já era amigo!
    4) Como iniciei com isso a anos atrás e hoje tenho empresa, a dica que posso lhe dar é que em uma mala grande cabem até 100 camisetas e cerca de 30 polos da Tommy, algo assim e depende do tamanho, pois os tamanhos XXL da tommy e RL são bem grandes.
    5) Lembre-se que além da quantidade tem o peso máximo de 32kgs por mala em vôos internacionais, e geralmente é caríssimo estourar esse peso, e qunado digo caro, cerca de U$ 200,00/kilo a mais(United airlines);
    6) O risco hoje de você ganhar uma multa ou perder tudo é altíssimo, e coloque na sua conta, o que gastou de passagem, hospedagem, compras e pior, o que deixaria de ganhar nas vendas se fosse tudo apreendido;
    7) Existem várias maneiras de enviar as coisas ao Brasil sem se expor, pois no momento que se expoe para a receita, ficará marcado e dependendo das vezes(geralmente 3X) que for parado a autuado, inicia uma investigaçao sobre você e pode responder crime contra a união. Não, não é achismo é verdade!
    8) Se vier a Orlando, avise que te dou algumas dicas muito importantes. Apesar de vender no fórum, não vejo como concorrência.
    9) Se manter hoje nesse negócio informalmente é muito mais arriscado do que importar legalmente, pois o risco sendo muito alto, o prejuízo é proporcional as perdas.
    10) Muita gente que trabalha com malas está parando por causa das novas regras da receita federal de atuaçao nos aeroportos.


    Enfim, esses são apenas alguns pontos que do motivo que eu acho por que nao deve fazer isso.


    Alguns pontos que são os prós de fazer dessa forma:

    1) Sem imposto nenhum caso passe pela receita;
    2) Lucro extremamente alto nas vendas;
    3) Seu custo básico será ticket de vôo/hospedagem/carro(em Orlando não tem como sem carro), que em uma viagem de 7 dias vai gastar em média U$ 1800
    4) Com certeza consegue fazer isso algumas X no ano, e depois poderá ficar marcado na receita pela quantidade de viagens, SE sempre for você a fazer isso.

    **Dica: Se for você sempre a viajar, ideal para nao ser marcado é viajar de 3 a 4X no ano. Menos que isso, o alerta da galera acende no aeroporto.


    Continuo dizendo que o risco é altíssimo hoje, mas é perfeitamente(e acho bem víavel).

    **Isso tudo que estou falando é considerando SP e RJ.


    De qualquer forma, muito boa sorte para você e bem vindo ao clube amigão


    Comece lendo atentamente isso:

    http://www.falandodeviagem.com.br/vi...p?f=224&t=7458

    http://www.falandodeviagem.com.br/vi...p?f=224&t=3669



    Abraços,


    Marco
    muito obrigado pelas dicas amigo, tenho vontade de viajar mais pra mim mesmo do que pro forum, sou comerciante muito pegueno e 10 a 15 camisas pra mim já é o bastante. posso trazer uns poucos relógios ou perfumes sei lá, no Hotel Urbano consigo passagens por até R$799,00 05 dias com carro incluso, sobre revender no fórum não é a minha prioridade, vejo muitos fornecedores se enrolando e não cumprindo que me deu vontade de ajudar já que eu tenho tempo disponível pra agilizar os pedidos, mesmo que meu lucro seja pouco só quero dar um serviço de qualidade já que sou cliente também.
    Última edição por santosrj; 07/11/2014 às 07:50.

  6. #6
    Banido
    Data de Ingresso
    Aug 2013
    Localização
    Orlando(FL)
    Posts
    676
    Peso da Avaliação
    0
    Isso aí! Qualquer coisa só chamar. Abs

    Sent from my SM-N9005 using Importa Brasil mobile app

  7. #7
    Novato
    Data de Ingresso
    Nov 2014
    Localização
    SP
    Posts
    6
    Peso da Avaliação
    0
    Importantes dicas hein Marco. Não sabia de todos esses "detalhes". Novamente o fórum nos ajudando de alguma forma!!!

    Marco, o redirecionamento seria uma forma de "não chamar tanta atenção" da Receita, neste caso?

  8. #8
    Banido
    Data de Ingresso
    Aug 2013
    Localização
    Orlando(FL)
    Posts
    676
    Peso da Avaliação
    0
    Fabrico, na vdd redirecionamento não existe em importação propriamente, pois importar como vc sabe tem um custo alto no Brasil. O redirecionamento nada mais é do que a intermediação de empresas/pessoas em um processo de compras internacionais. O processo em si pode desviar a atenção da receita para você que comprou, mas não para quem está trazendo.

    Sent from my SM-N9005 using Importa Brasil mobile app

  9. #9
    Senior Member Avatar de Neway
    Data de Ingresso
    Mar 2013
    Localização
    Goiás
    Posts
    191
    Peso da Avaliação
    7
    É... tá cada vez mais complicado muambar, o governo pode roubar do povo, mas o povo não pode roubar do governo!

    Muito boas as suas dicas Marco!

    Acompanhando o tópico.

  10. #10
    Senior Member
    Data de Ingresso
    Aug 2012
    Localização
    São Paulo
    Posts
    308
    Peso da Avaliação
    8
    A RFB vai bater forte em vestuário, o numero estimado de importação é grande, mas o real deve ser bem maior. Como isso tem afetado a arrecadação e vem provocando o fechamento de várias fabricas, podem esperar o aperto vai ser grande. Nosso incompetente governo não tem politica industrial e vão tentar compensar fechando ou endurecendo a entrada de roupas principalmente.

Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo

Tópicos Similares

  1. Viagem ao Peru
    Por Vitorcampos no fórum Boteco
    Respostas: 1
    Último Post: 23/05/2014, 23:33
  2. Viagem ao Paraguai e Argentina
    Por acesdfpgp no fórum Boteco
    Respostas: 16
    Último Post: 03/01/2014, 11:32
  3. Viagem a Lima - Peru
    Por fabianjuarez no fórum Discussão Geral
    Respostas: 6
    Último Post: 17/11/2013, 16:26

Marcadores

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •