Resultados 1 a 4 de 4

Tópico: [Utilidade] Português.

  1. #1
    Acesso ao Clube Avatar de Guz
    Data de Ingresso
    Mar 2011
    Localização
    Campina Grande - PB
    Posts
    464
    Peso da Avaliação
    9

    [Utilidade] Português.

    Galera é o seguinte: Eu geralmente sou chato pra caralho com quem comete certos erros de português. Bom, segue aí uma série de palavras que a gente costuma escrever errado:

    MANTEIGUEIRA

    A minha mantegueira era de estimação.
    A minha manteigueira era de estimação.

    Manteigueira (man-tei-gueira-ra), vem de "manteiga".

    O correto, portanto, é:
    A minha manteigueira era de estimação.

    RECORDE

    Ele bateu o record.
    Ele bateu o record.

    Recorde: indica uma marca máxima atingida.
    Diga recórde, forma correta. A forma aportuguesada recorde (paroxítona) já é de uso consagrado e reconhecida pelo Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa. Evite a pronúncia proparoxítona (récorde) e a grafia inglesa record. A pronúncia proparoxítona é registrada somente por Houaiss.

    O correto, portanto, é:
    Ele bateu o recorde.

    CABELEIREIRO / PRAZEROSO

    É prazeiroso ir ao cabelereiro.
    É prazeroso ir ao cabeleireiro.

    Prazeroso: não existe a letra "i" nessa palavra. Sua formação é a seguinte: prazer+oso. Daí, prazeroso, prazerosamente (e não "prazeiroso" ou "prazeirosamente").
    Cabeleireiro: o correto é cabeleireiro (ca-be-lei-rei-ro). Provém de "cabeleira+eiro" (que indica profissão).

    O correto, portanto, é:
    É prazeroso ir ao cabeleireiro.

    TAMPOUCO / TÃO POUCO

    Não houve frutas, tão pouco doces.
    Não houve frutas, tampouco doces.

    Tão pouco: muito pouco. Assim: A família tinha tão pouco para doar (= algo em pouca quantidade) / Ele comeu tão pouco (= muito pouco).
    Tampouco: Também não; nem. Assim: Não comeu frutas, tampouco doces.

    O correto, portanto, é:
    Não houve frutas, tampouco doces.

    MUÇARELA / MOZARELA

    Quero uma pizza de mussarela.
    Quero uma pizza de muçarela.

    Não existe a grafia "mussarela" (com "ss"). Está consignada no Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, da Academia Brasileira de Letras, a forma muçarela (com "ç"). Pode-se usar também a forma mozarela. A grafia mussarela é de uso comum nos folhetos de propaganda das pizzarias, o que não justifiça a continuação de seu uso. A palavra muçarela vem do italiano mozzarella, um queijo de origem napolitana feito de leite de búfala (ou de vaca). Mozzarella é diminutivo de Mozza (leite talhado com fungo, mozzé).

    O correto, portanto é:
    Quero uma pizza de muçarela.

    COMPANHIA

    Magda, quero ir em sua compania.
    Magda, quero ir em sua companhia.

    Não existe a palavra "compania". É inaceitável a pronúncia "compania".

    O correto, portanto é:
    Magda, quero ir em sua companhia.

    ETC.

    Tenho um apartamento com sala, quarto e etc.
    Tenho um apartamento com sala, quarto, etc.

    Etc. é abreviatura de et caetera ou et coetera, expressão latina que significa "e as outras coisas". Normalmente é usada quando se quer evitar uma longa enumeração - Tenho um apartamento com sala, quarto, etc. / Fui à feira e comprei mexericas, bananas, verduras, pastéis, etc. Atualmente, aplica-se também para pessoas, embora, pelo sentido, se use com referência a coisas somente. Usa-se vírgula antes de "etc". O que não se deve usar é a conjunção "e".

    O correto, portanto é:
    Tenho um apartamento com sala, quarto, etc.

    AVÔS / AVÓS

    O pai do meu pai e o pai da minha mãe são meus avós.
    O pai do meu pai e o pai de minha mãe são meus avôs.

    Avôs e avós: o substantivo avô tem duas pronúncias no plural: "avôs" ("ô" fechado) e "avós" ("ó" aberto). Assim: avôs, quando se refere ao avô paterno e ao avô materno: avós, quando se refere ao "avô" e à "avó" (ou aos antepassados).

    O correto, portanto, é:
    O pai do meu pai e o pai de minha mãe são meus avôs.

    TACHAR / TAXAR / LADRA

    Marta foi taxada de ladrona.
    Marta foi tachada de ladra.

    Tachar: é acusar, censurar. Outros exemplos: Ele também foi tachado de ladrão / O promotor foi tachado de leviano.
    Taxar é regular o preço; regular, moderar, lançar uma taxa (tributo) sobre.
    Pode também significar "qualificar": Muitos taxam a medicina de infalível.
    Ladrão: seu feminino é ladra.

    O correto, portanto, é:
    Marta foi tachada de ladra.

    BEM-VINDO / BENVINDO

    Seja benvida, Maria Cristina.
    Seja bem-vinda, Maria Cristina.

    Bem-vindo(a): é um adjetivo composto.
    Bemvindo(a) (sem hífen) é nome de homem ou de mulher. O plural de "bem-vindo" é "bem-vindos"; o feminino é "bem-vindas". Assim: Bem-vindo, prezado mestre. / Bem-vinda, prazada professora.

    O correto, portanto, é:
    Seja bem-vinda, Maria Cristina.

    DISPENSA / DESPENSA

    A dispensa da casa estava sempre cheia de bons alimentos.
    A despensa da casa estava sempre cheia de bons alimentos.

    Dispensa: isenção, desobrigação: Recebeu a dispensa do serviço militar.
    Despensa: local onde se guardam alimentos.

    O correto, portanto, é:
    A despensa da casa estava sempre cheia de bons alimentos.

    DEPREDAR

    Os adversários de Danielle depedraram o caminhão.
    Os adversários de Danielle depredaram o caminhão.

    A forma correta é depredar: "roubar", "saquear", "destruir".

    O correto, portanto, é:
    Os adversários de Danielle depredaram o caminhão.

    POSSUIR

    Ele possue mais de dez apartamentos.
    Ele possui mais de dez apartamentos.

    Possuir: nas formas dos verbos terminados em "uir", mais precisamente na 2a e 3a pessoas do singular do presente do indicativo, grafa-se "-ui" e não "ue", isto é, emprega-se a letra "i" e não a letra "e". Assim: possuis, possui.
    Observe também o verbo "concluir": "concluis", "conclui". O verbo "poluir" também: poluis, polui.

    O correto, portanto, é:
    Ele possui mais de dez apartamentos.

    HAJA / AJA

    Que você haja com prudência.
    Que você aja com prudência.

    Aja é do verbo "agir". Haja, do verbo "haver".
    Aja: presente do subjuntivo do verbo "agir" (que eu aja, que tu ajas, que ele aja, etc.).
    Haja: presente do subjuntivo do verbo "haver" (que eu haja, que tu hajas, que ele haja, etc.).

    O correto, portanto, é:
    Que você aja com prudência.

    MAS / PORÉM

    Ela se candidatou, mas porém, não obteve êxito.
    Ela se candidatou, mas não obteve êxito.

    As conjunções mas e porém juntas constituem uma forma inaceitável de redundância. Usa-se uma ou outra: Ela se candidatou, mas não obteve êxito; ou Ela se candidatou, porém não obteve êxito.

    O correto, portanto, é:
    Ela se candidatou, mas não obteve êxito.

    COPO DE ÁGUA

    Bia pediu um copo com água, uma xícara de café e um litro de leite.
    Bia pediu um copo de água, uma xícara de café e um litro de leite.

    Não quer dizer que o copo seja feito de água, que a xícara seja feita de café e que o litro seja feito de leite, embora a preposição "de" designe o material de que é feita alguma coisa: cabo de aço, estátua de gesso, etc.
    Poucas pessoas teimam em dizer "copo com água", "xícara com café", "litro com leite" - tais expressões têm o sentido de "copo (xícara ou litro) com alguma água ou com algum café, leite". Quando se diz "copo de água", etc., a palavra "copo" (xícara ou litro) define a medida; não quer dizer que o copo (xícara ou litro) seja feito de água, etc.

    O correto, portanto, é:
    Bia pediu um copo de água, uma xícara de café e um litro de leite.

    IR A / IR PARA

    Foram para Rio das Ostras passar uns dias.
    Foram a Rio das Ostras passar uns dias.

    A preposição "a" indica deslocamento rápido.
    A preposição "para" indica deslocamento demorado ou definitivo.

    O correto, portanto, é:
    Foram a Rio das Ostras passar uns dias.

    AO INVÉS DE / EM VEZ DE

    Ao invés de falar, procurou ser atencioso.
    Em vez de falar, procurou ser atencioso.

    Há diferença entre:
    Ao invés de: é a mesma coisa que "ao contrário": Ao invés de comprar, vendeu.
    Em vez de: é a mesma coisa que "em lugar de": Em vez de falar, procurou ser atencioso.

    O correto, portanto, é:
    Em vez de falar, procurou ser atencioso.

    CONVIR

    Olívia, faça quando isto lhe convir.
    Olívia, faça quando isto lhe convier.

    Convir: segue, na conjugação, o verbo "vir". Significa "concordar", ser conveniente, ser útil. O futuro do subjuntivo de vir é: vier, vieres, vier, viermos, vierdes, vierem.
    Assim: convier, convieres, convier, conviermos, convierdes, convierem.

    O correto, portanto, é:
    Olivia, faça quando isto lhe convier..

    POLIR

    Mary Lucy pole mensalmente os seus talhares .
    Mary Lucy pule mensalmente os seus talheres.

    Polir: presente do indicativo: pulo, pules, pule, polimos, polis, pulem.

    O correto, portanto, é:
    Mary Lucy pule mensalmente os seus talhares.

    REAVER

    Eles reaveram o objeto perdido.
    Eles reouveram o objeto perdido.

    Reaver: verbo defectivo. Segue o verbo "haver" somente nas formas em que conserva o "v".

    O correto, portanto, é:
    Eles reouveram o objeto perdido.

    IR

    Se ele ir, eu irei também.
    Se ele for, eu irei também.

    O futuro do subjuntivo do verbo "ir" é: for, fores, for, formos, fordes, forem.

    O correto, portanto, é:
    Se ele for, eu irei também.

    ACAUTELAR-SE / PRECAVER-SE

    Que você se precavenha, meu filho.
    Que você se acautele, meu filho.

    Precaver-se: este verbo não possui o presente do subjuntivo. Deve ser substituído por "acautelar-se", "prevenir".

    O correto, portanto, é:
    Que você se acautele, meu filho.

    COLORIR

    Eu coloro a vida com versos de amor.
    Eu dou cor à vida com versos de amor.

    Colorir: verbo defectivo. Só se conjuga nas pessoas em que ao "r" se segue "e" ou "i". Assim:... tu colores, ele colore, nós colorimos, vós coloris, eles colorem. Não se conjuga, pois, na primeira pessoa do singular do presente do indicativo. Quando precisar, procure usar um equivalente, como "Dar cor a"; "matizar de cor"; "pintar com cores vivas", etc.

    O correto, portanto, é:
    Eu dou cor à vida com versos de amor.

    CONSIGO / COM VOCÊ

    Quero falar consigo.
    Quero falar com você.

    O pronome consigo é reflexivo. Assim: Ele fala consigo mesmo. / O professor leva consigo a pasta. Deve-se dizer: Quero falar com você. / Quero falar com o senhor. / Quero falar com ela. / Quero ir com ela ao teatro. Se o tratamento for da segunda pessoa deve-se dizer: Quero falar contigo. / Quero ir contigo ao cinema.

    O correto, portanto, é:
    Quero falar com você.

    MIM / SI

    Eu fiquei fora de si.
    Eu fiquei fora de mim.

    O pronome mim concorda com a 1a pessoa (eu) e o pronome si, com a 3a pessoa (ele, ela).
    Assim: Meus filhos esperam muito de mim. ? O vizinho ficou fora de si.

    O correto, portanto, é:
    Eu fiquei fora de mim.

    PARA EU / PARA MIM

    O jornal é para mim ler.
    O jornal é para eu ler.

    Nunca se deve dizer: mim quer casar ou mim vai car. O eu é que pode ser sujeito.
    Assim: Sou eu que faço. Portanto, para eu ler. Use o "mim", quando o "eu" não for o sujeito.
    Assim: O jornal é para mim. / Para mim, ela é linda.

    O correto, portanto, é:
    O jornal é para eu ler.

    SOBRANCELHAS/SOMBRANCELHAS

    Minhas sombrancelhas.
    Minhas sobrancelhas.

    Sobrancelhas: Cada uma das duas faixas de pêlos que se dispõem por sobre as órbitas oculares; SOBROLHO; SUPERCÍLIO.
    Não existe a palavra sombrancelhas.

    O correto, portanto, é:
    Minhas sobrancelhas.


    Fonte: http://www.cassao.eti.br/portal/content ... portuguesa


    Além disso é bom tomar cuidado com MAS (quando dá pra substituir por porém) e MAIS (+).. Já vi muito aqui no forum.
    Tiro dúvidas por e-mail, msn ou MP. Preço R$ 300,00. Sem garantia de que sua dúvida será sanada..
    Sites: OxenTI | Ceticismo | Muita Pimenta | TechTudo [Globo.com]
    Follow me no Twitter: @Guzats. Loja virtual: http://www.smartstuff.com.br

  2. #2
    Super Moderador
    Data de Ingresso
    Aug 2011
    Localização
    Campo Grande, MS, Brasil
    Posts
    235
    Peso da Avaliação
    9

    Re: [Utilidade] Português.

    Professor Guz Pasquale dando revisão pra galera que vai prestar ENEM este ano.



    Show
    Agradeça a postagem, custa tempo escrever, não custa nada agradecer e motiva quem postou!



  3. #3
    Acesso ao Clube
    Data de Ingresso
    Jun 2011
    Localização
    campo grande
    Posts
    714
    Peso da Avaliação
    9

    Re: [Utilidade] Português.

    Hehehehe....
    Quero o Guz no soletrando.....
    ***É a UNIÃO que faz a nossa FORÇA.***
    CastK ImportaBR

  4. #4
    Super Moderador Avatar de ClaudioRj
    Data de Ingresso
    Jul 2012
    Localização
    Rio de Janeiro
    Posts
    7.423
    Peso da Avaliação
    23

    Re: [Utilidade] Português.

    Gostei desse tópico.
    SEO - Marketing Digital - Monetização - Backlinks - Blog Marketing Online

Tópicos Similares

  1. FOCAL PRICE - Website em Português
    Por Focalprice Brasil no fórum Sites - Fornecedores
    Respostas: 7
    Último Post: 30/11/2012, 20:16

Marcadores

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •