Anúncio

Collapse
No announcement yet.

[EMPRESA] STJ decide pela isenção de IPI por mercadoria importada

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • [EMPRESA] STJ decide pela isenção de IPI por mercadoria importada

    A título de curiosidade:

    Uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) liberou os importadores de pagarem Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) na comercialização de mercadorias importadas. Cinco dos oito ministros votantes consideraram que a cobrança configura bitributação. A tese partiu do escritório com sede em Florianópolis Blasi & Valduga Advogados Associados, que coordenou a unificação de cinco processos de clientes que importam pneus, ar condicionado, material de construção, entre outras mercadorias.

    O advogado José Antônio Homerich Valduga, que atuou nos processos, defende a tese de que os importadores que apenas revendem mercadorias que trazem do exterior não são contribuintes do IPI nas operações de revenda.

    “O IPI vinculado ao comércio exterior já é pago junto com as taxas e impostos incidentes na importação, como o II, ICMS, PIS e Cofins. O novo pagamento caracterizaria bitributação, pois essa é uma fase de circulação e, nesse caso, não caberia IPI. Além disso, só poderia haver nova incidência de IPI se o produto fosse alterado aqui no Brasil antes da revenda", justifica Valduga.

    O resultado, na prática, determina que as importadoras paguem o IPI apenas no desembaraço aduaneiro. As operações seguintes, caso não haja industrialização, não geram a necessidade do pagamento novamente. Essa medida pode diminuir o custo do produto ao seu consumidor final, mas só é válida para empresas que tenham ajuizado ações desse tipo.

    O tema afeta diversos importadores, de vários segmentos. Valduga defende cerca de 30 empresas na mesma situação. Até chegar a essa primeira decisão positiva, o escritório desenvolveu vários estudos e pesquisas.

    “Começamos a tratar o tema em 2007, ajuizamos as primeiras ações em 2009 e o julgamento no STJ corre desde fevereiro. Foi um processo longo, mas com um reflexo positivo enorme para as empresas brasileiras e para os consumidores”, finaliza o advogado.

    FONTE: http://www.contabeis.com.br/noticias...ria-importada/
    Quer receber de volta parte do valor pago em compras no Aliexpress e em vários sites do BR?

    Acesse o LINK a seguir e se cadastre para saber mais:
    Sistema Retorna CashBack

    BitCoins de graça? Clica aqui e se cadastra!

  • #2
    "O resultado, na prática, determina que as importadoras paguem o IPI apenas no desembaraço aduaneiro."

    Ou seja, o pequeno importador que tem Radar e está no Regime de Tributação "Normal" não terá benefício algum, pois a maioria é ME e está enquadrada no Simples, pagando pouco mais de 4% (todos os impostos somados) na venda dos produtos.

    Comentário


    • #3
      Isso abre precedentes para diversas ações judiciais...

      Se continuar nesse ritmo, em breve podemos ver a tão sonhada reforma tributaria.

      Comentário

      Working...
      X