Anúncio

Collapse
No announcement yet.

ajuda

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • ajuda

    Bom dia a todos, tenho acompanhado o fórum a mais ou menos uma semana, lido atentamente as dicas de importação, de fornecedores, e fiquei impressionada com a imensa vontade das pessoas em ajudar as outras, o que é coisa rara nos dias de hoje.
    Primeiramente, vou me apresentar...
    Me chamo Camila e sou de Porto Alegre/RS, tenho 22 anos e trabalho no varejo desde os 16, nesse período passei por 3 lojas, todas no ramo de surf/skate shop. A última loja na qual trabalhei como CR por 3 anos e 6 meses fechou no mês passado, nesse período acumulei algumas econômias e os benefícios pelos anos trabalhados, como fundo, recisao, etc.
    Atualmente estou sem trabalhar, mas depois de 6 anos de comércio tendo ganhado fortunas em metas para tais proprietários, resolvi que seria uma boa oportunidade investir minhas economias e ganhar dinheiro pra mim, usar a minha metodologia de venda visando os meus lucros. E é por isso que estou aqui, inciei pesquisas na internet para abrir um E-commerce, e os primeiros resultados foram cursos de importação tendenciosos, quase tão certeiros quanto ganhar na mega-sena comprando um só bilhete, quase comprei um pacote que dizia que importar era tão simples quanto estalar os dedos e que inclusive oferecera macetes sobre como driblar as taxas alfandegarias e essas outras (as quais não entendi bulhufas), segui a pesquisa e encontrei esse fórum, onde identifiquei tanto palavras mais coesas quanto pessoas leigas no assunto como eu, apesar de ter lido muitas informações e dicas, grande parte do que li está desconectado na minha mente, por isso estou pedindo auxilio, sei que muitos aqui estão começando agora, como vi depoimentos de importadores que estão no mercado a anos e por boa vontade estão aqui partilhando seu conhecimento com os novatos.
    Então vou citar as duvidas que tenho
    Qual o investimento incial indicado a se fazer?
    importar do exterior (china ou eua?) ou daqui?
    considerando empenho e interesse da minha parte, é um mercado seguro para investir minhas economias?
    eu preciso de um codificador de IP para fazer compras em sites estrangeiros?
    devo utilizar os hospedeiros (como shipito e tal) somente quando o fornecedor nao envia para o brasil ou essa é uma boa opçao sempre?
    quais as dicas pra identificar os produtos que valem a pena importar e ter uma margem de lucro positiva?
    Quais condições e meios de entrega (pacotes, tamanhos, embalagens) diminuem a chance de ser taxado ?
    eu preciso ter um CNPJ para comprar e revender?

    Grata desde já!

  • #2
    Boa tarde Camila , seja muito bem vinda ao fórum , e antes de começar gostaria de pedir pra ler as nossas regras e orientar a usar a barra de busca...


    Bom , a ideia de ter um fórum é partilhar experiencias , oque vou colocar aqui é segundo minhas opiniões e não quer dizer que esteja 100% de acordo com tudo ou com todos , é sempre bom ouvir de outras pessoas experiencias diferentes e aos poucos ir ajustando para tentar encaixar em que você precisa.


    Qual o investimento incial indicado a se fazer?

    Invista tempo , leia tudo que conseguir e procure informações sobre tudo que tem duvidas! O ideal é focar em um nicho e buscar informações nessa área , dessa maneira você vai evitar informações de outras áreas que podem ser desnecessárias e vai te poupar um pouco de tempo.

    Após ter pesquisado e ter encontrado a ponta/inicio da caminhada você vai ver que muitas respostas iram "brotar" naturalmente. Ao meu ver , de inicio não é uma boa ideia investir alto em estoque pois tem que ver a saída dos produtos , porém isso é só um alerta , pois supondo que você ira pesquisar o "mercado" que deseja entrar você já vai saber as possibilidades e a partir disso investir um capital que não coloque em risco sua situação financeira e que também não comprometa seu negócio , se tem possibilidade é bom guardar uma reserva para prejuízo e evitar frustrações.


    importar do exterior (china ou eua?) ou daqui?

    Considerando que você entendeu que precisa se informar e pesquisar muito antes de investir , e já está com inicio quase todo preparado , agora seria hora de buscar os fornecedores , algumas coisas devem ser levadas em consideração ; Custo+Beneficio! Nem sempre o importado sai barato , na maioria dos casos sai muito mais caro , porém a medida que você amadurece no ramo vai criando algumas "maldades" e pode usar isso ao seu favor. O bom fornecedor é aquele que você consegue ver a qualidade dos produtos e assimilar o preço! O tempo de parceria pode favorecer seu negócio e lhe dar melhor forma de pagamento ou até desconto , por isso é importante ter parceria.


    considerando empenho e interesse da minha parte, é um mercado seguro para investir minhas economias?

    "Minha opinião" é que se tratando de finanças e vendo atualmente o governo a que estamos submetidos a tempos , não existe 100% seguro ao investir , o mercado sempre vai oscilar e importação depende de muitos outros fatores diretos e indiretos também. No seu caso o seu "nicho" que seria (talvez) roupa , pode haver também algumas quedas e altas em determinadas épocas , inovar é a chave e persistir com consciência também.


    eu preciso de um codificador de IP para fazer compras em sites estrangeiros?

    Existem sites que verdadeiramente não enviam para o BR , sendo assim existem promoções que só os gringos pegam , uma saída é usar um VPN/PROXY porém tem que ter um endereço de um bom redirecionador e também tem que saber se o redirecionador pode receber pacotes daquela empresa , muitos sites gringos colocam os redirecionadores em uma especie de "Black List".


    devo utilizar os hospedeiros (como Shipito e tal) somente quando o fornecedor nao envia para o brasil ou essa é uma boa opçao sempre?

    Sim , exatamente isso , mas em alguns casos pode até ser que compensa redirecionar , tem que fazer as contas pra saber se ira valer no fim.


    quais as dicas pra identificar os produtos que valem a pena importar e ter uma margem de lucro positiva?

    Depois de pesquisar e saber a área que vai atuar , comparar preços e fornecedores , após fazer testes.


    Quais condições e meios de entrega (pacotes, tamanhos, embalagens) diminuem a chance de ser taxado ?

    Tudo que podemos saber sobre o imposto é que eles não seguem nenhum padrão , então pode ser que o fator sorte em casos de compras "normais" seja imprescindível e no casos de grandes volumes não vai ter pra onde correr.


    eu preciso ter um CNPJ para comprar e revender?

    Dentro do que diz a lei e seguindo-a a risca , sim! Além de ter um CNPJ , vai ter que fazer outros trâmites pra legalizar as suas mercadorias e posteriormente revender sem dor de cabeça. Apesar de ser o "certo" não é aconselhável ir diretamente a esse ponto , os impostos praticamente triplicam.



    Evite punições e Ande sempre de Acordo com o Forum! Leia as REGRAS GERAIS DO FORUM

    Comentário


    • #3
      Boa tarde Camila.

      Importações dá dinheiro sim, mas é fácil perder dinheiro também. Vc pode receber o produto com defeito ou ter o produto aprendido.

      Primeira coisa,
      estes cursos em geral são uma farsa.
      Driblar as taxas? Isso não existe. Pagar taxas sobre importações é lei, não tem jeito. Oque existe é sorte, pois a RF não dá conta de fiscalizar todas as mercadorias.
      Existia alguns macetes como, declarar como presente, declarar como usado, declarar menor valor, etc. Porém não funcionam mais.
      A única coisa que funciona é declarar como usado e DOAÇÃO. Aqui não tem taxação, mas isso é para certos produtos. Não ache que um Iphone declarado como doação vindo dos EUA não terá taxas.
      O Shipito é interessante, utilizar isso pode reduzir a chance de taxação, pois vai vir de PF para PF, em vez de PJ para PF. Assim a RF pode liberar a mercadoria.

      Se você quer importar de forma ilegal (sem constituição do CNPJ) deverá importar pequenas quantidades. Aqui vale apena ainda, e é oque boa gente faz, mas isso só serve pra renda extra OK, pois as quantidades tem que ser baixa.
      -> Alguns produtos serão taxados (mas mesmo assim vc tem lucro), outros que não forem taxados você terá lucro maior.

      Se você quer realizar importações média, digamos que para ter um lucro de uns R$4.000,00, 5.000,00 ao mês, você já precisa ter um CNPJ.
      Não precisa ser necessariamente um CNPJ importador ou ter RADAR, converse com um bom contador que ele te apresenta os macetes.
      -> Isso porque sua movimentação bancária estará alta e você não terá como comprovar a origem, por isso você já precisa de um CNPJ. Movimentações acima de R$2.000,00 ao mês no banco a RF já recebe a informação através da E-Financeira.

      Se você quer realizar importações altas, aí sim, você precisa do RADAR e um CNPJ de importadora. NÃO TEM OUTRO JEITO.
      Oque voce pode fazer aqui é pedir um estudo tributário pro seu contador, sempre tem impostos para driblar.

      Te recomendo começar por baixo pra ir apreendendo e conforme ir dando certo seu negocio você vai se regularizando.


      Sobre as suas perguntas, voce mesmo deve refletir. Tanto EUA, China ou qualquer lugar é bom de se importar. Vária muito de produto para produto. Um produto é bom ali, outro daqui e por ai vai.

      Comentário


      • #4
        Postado originalmente por sorcyeth Ver Post

        Importações dá dinheiro sim, mas é fácil perder dinheiro também. Vc pode receber o produto com defeito ou ter o produto aprendido.


        Existia alguns macetes como, declarar como presente, declarar como usado, declarar menor valor, etc. Porém não funcionam mais.
        A única coisa que funciona é declarar como usado e DOAÇÃO. Aqui não tem taxação, mas isso é para certos produtos. Não ache que um Iphone declarado como doação vindo dos EUA não terá taxas.
        O Shipito é interessante, utilizar isso pode reduzir a chance de taxação, pois vai vir de PF para PF, em vez de PJ para PF. Assim a RF pode liberar a mercadoria.
        Só lembrando que independente de PF para PF o imposto sera aplicado do mesmo jeito , isso de PF e PJ em importação é balela e a importação de usado é proibida por lei.


        Postado originalmente por sorcyeth Ver Post
        Se você quer importar de forma ilegal (sem constituição do CNPJ) deverá importar pequenas quantidades. Aqui vale apena ainda, e é oque boa gente faz, mas isso só serve pra renda extra OK, pois as quantidades tem que ser baixa.
        -> Alguns produtos serão taxados (mas mesmo assim vc tem lucro), outros que não forem taxados você terá lucro maior.

        Muitos e milhares , trabalham fora do "radar" o lucro é maior que legalizado e não precisa necessariamente importar pequenas quantidades , desde que tenha dinheiro pra comprar pode comprar muita quantidade.



        Postado originalmente por sorcyeth Ver Post
        Se você quer realizar importações média, digamos que para ter um lucro de uns R$4.000,00, 5.000,00 ao mês, você já precisa ter um CNPJ.
        Não precisa ser necessariamente um CNPJ importador ou ter RADAR, converse com um bom contador que ele te apresenta os macetes.
        -> Isso porque sua movimentação bancária estará alta e você não terá como comprovar a origem, por isso você já precisa de um CNPJ. Movimentações acima de R$2.000,00 ao mês no banco a RF já recebe a informação através da E-Financeira.

        Se você quer realizar importações altas, aí sim, você precisa do RADAR e um CNPJ de importadora. NÃO TEM OUTRO JEITO.
        Oque voce pode fazer aqui é pedir um estudo tributário pro seu contador, sempre tem impostos para driblar.
        Considerando que "Você" esteja querendo fazer o "Certo" vai ter que estar legalizado pra ter a bendita Nota de saída , caso contrário não vai poder dar NF e sem NF não tem como estar legalizado.





        ​Tirando esse detalhes que tem que ficar atento para não se comprometer , é bem por ai.
        Evite punições e Ande sempre de Acordo com o Forum! Leia as REGRAS GERAIS DO FORUM

        Comentário


        • #5
          Disponibilizando alguns dos vários tópicos de usuários que tinham duvidas sobre "Legalizar" sua importação.

          http://importabr.com.br/forum/showth...ota-Fiscal-MEI


          http://importabr.com.br/forum/showth...s-d%C3%BAvidas (Leia a resposta do usuário TX115)


          http://importabr.com.br/forum/showth...de-tirar-RADAR
          Evite punições e Ande sempre de Acordo com o Forum! Leia as REGRAS GERAIS DO FORUM

          Comentário


          • #6
            Boa tarde

            "Só lembrando que independente de PF para PF o imposto sera aplicado do mesmo jeito , isso de PF e PJ em importação é balela e a importação de usado é proibida por lei."

            Sim, eu citei que fugir da taxação não existe. PF para PF aumenta a "sorte" da mercadoria passar despercebida pela fiscalização. Mas não quis me referir que não será taxada.


            "Muitos e milhares , trabalham fora do "radar" o lucro é maior que legalizado e não precisa necessariamente importar pequenas quantidades , desde que tenha dinheiro pra comprar pode comprar muita quantidade."

            Sim existe problema, importar 300 pen drives por exemplo, mesmo que seja um produto pequeno se cair na fiscalização já era..
            Claro que sem o radar o lucro é maior, mas você não pode realizar grandes movimentações de R$.
            O Paypal tá isento de fiscalização da RF (eles não tem acesso até o momento) mas uma hora você será obrigado a movimentar sua conta bancária.
            Acha que vai demorar quanto tempo para receber uma intimação do fisco para prestar declarações de origem do dinheiro, fazendo uma movimentação no banco de R$30mil ao mês?
            Eles tem acesso ao historico de 5 anos... e tem todo este prazo para chamar.
            Movimentou + que R$40mil ao ano no banco é LEI fazer declaração do IR..
            fonte: http://idg.receita.fazenda.gov.br/in...brigatoriedade

            "Considerando que "Você" esteja querendo fazer o "Certo" vai ter que estar legalizado pra ter a bendita Nota de saída , caso contrário não vai poder dar NF e sem NF não tem como estar legalizado."

            Macetes contábeis...
            vc pode trabalhar de um jeito, mas apresentar para o fisco que trabalha de outro "jeito"
            e sim, nessa "ilusão" vc teoricamente está "legal" e pode emitir a NF normalmente..

            Comentário


            • #7
              Postado originalmente por sorcyeth Ver Post
              Boa tarde

              Sim existe problema, importar 300 pen drives por exemplo, mesmo que seja um produto pequeno se cair na fiscalização já era..
              Claro que sem o radar o lucro é maior, mas você não pode realizar grandes movimentações de R$.
              O Paypal tá isento de fiscalização da RF (eles não tem acesso até o momento) mas uma hora você será obrigado a movimentar sua conta bancária.
              Acha que vai demorar quanto tempo para receber uma intimação do fisco para prestar declarações de origem do dinheiro, fazendo uma movimentação no banco de R$30mil ao mês?
              Eles tem acesso ao historico de 5 anos... e tem todo este prazo para chamar.
              Movimentou + que R$40mil ao ano no banco é LEI fazer declaração do IR..
              fonte: http://idg.receita.fazenda.gov.br/in...brigatoriedade
              Você não precisa necessariamente passar 300 pendrives por "lá" , chega ser risonho só de pensar nisso , da mesma forma com o paypal?... Por isso eu digo oque já ouvi muito no inicio ; Aprenda o certo pra querer fazer errado. Sem contar que ninguém , ninguém seria inocente de movimentar tudo isso por mês (Paypal?)!?


              Postado originalmente por sorcyeth Ver Post
              Macetes contábeis...
              vc pode trabalhar de um jeito, mas apresentar para o fisco que trabalha de outro "jeito"
              e sim, nessa "ilusão" vc teoricamente está "legal" e pode emitir a NF normalmente..

              Nesse caso é bom alimentar mais de um fisco né?! Quem aprende trabalhar errado sem saber o certo só cobre o sol com a peneira! Mas claro , em teoria ...
              Evite punições e Ande sempre de Acordo com o Forum! Leia as REGRAS GERAIS DO FORUM

              Comentário


              • #8
                Agradeço a atenção de todos!
                Minha ideia é montar um E-commerce de roupas de marca, maquiagem, perfumaria, acessórios...
                Acredito que legalizar nesse caso seria fundamental, pelo que li, existe um tipo de CNPJ fornecido ao Micro empreendedor individual - MEI
                "QUEM PODE SE INSCREVER?
                Todos os empreendedores informais ou não, que faturam até R$ 60 mil por ano e que possuem no máximo um funcionário, como cabeleireiros, fotógrafos, comerciantes, pedreiros, donos de lanchonetes e outros.
                OBS. Para se inscrever, não poderá ter participação em outra sociedade.
                BENEFÍCIOS
                O bom de ser um Empreendedor Individual é que você conta com diversos benefícios, como aposentadoria e auxílio-doença, além da possibilidade de participar de licitações públicas. Bom pra você e bom para todos.

                A nova legislação permite ao trabalhador formalizar o seu negócio, pagando apenas 5% do salário mínimo referente ao INSS e uma parcela fixa mensal de R$ 1,00 a título de ICMS, se a atividade for comércio ou indústria, e a taxa de R$ 5,00 de ISS para atividades de prestação de serviços.

                Assim, pagará apenas o valor fixo mensal de R$ 45,00 (comércio ou indústria), R$ 49,00 (prestação de serviços) ou R$ 50,00 (comércio e serviços), que será destinado à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS. Essas quantias serão atualizadas anualmente, de acordo com o salário mínimo. "
                fonte : https://www.portaldoempreendedor.adm.br/
                PORÉM....
                O MEI deve sempre registrar a sua Receita Brutal total, ou seja, todo o faturamento e NÃO o lucro (Lei Complementar nº 123/2006, § 1º do Artigo 18-A).
                O que contabiliza um valor bruto de no máximo 5,000 ao mês...
                Ou seja, dentro desse contexto, em caso de lucros maiores eu não poderia declara-los pagando esse imposto baixo.
                Digamos que minha forma de pagamento fosse paypal, eu precisaria declarar esses valores?
                É arriscado, na opinião de vocês?
                Estou fazendo pesquisas para a primeira compra, pretendo importar dos EUA uma pequena quantia para entender o processo (aceito dica de fornecedores seguros de perfume ou maquiagem) E posto sobre a compra/experiência!

                Comentário


                • #9
                  Postado originalmente por Camilawoicki Ver Post
                  O que contabiliza um valor bruto de no máximo 5,000 ao mês...
                  Ou seja, dentro desse contexto, em caso de lucros maiores eu não poderia declara-los pagando esse imposto baixo.
                  Digamos que minha forma de pagamento fosse paypal, eu precisaria declarar esses valores?
                  É arriscado, na opinião de vocês?
                  Estou fazendo pesquisas para a primeira compra, pretendo importar dos EUA uma pequena quantia para entender o processo (aceito dica de fornecedores seguros de perfume ou maquiagem) E posto sobre a compra/experiência!

                  Como disse que é fundamental se legalizar para o seu e-commerce , então nem pense em começar com MEI para importar , não vai valer a pena e procure a respeito do PayPal , não tenho certeza se esse modo de pagamento é aceito para importação formal.

                  Eu indico você a procurar aqui mesmo no fórum sobre MEI X Importação.


                  Na área de anunciantes existem alguns serviços e produtos que podem lhe ajudar muito.
                  Evite punições e Ande sempre de Acordo com o Forum! Leia as REGRAS GERAIS DO FORUM

                  Comentário


                  • #10
                    Se o Mei não se enquadra adequadamente, qual modalidade é mais indicado para faturar em torno de 10 mil bruto por mês? Optante pelo simples?

                    Comentário


                    • #11
                      Postado originalmente por dhensilva Ver Post
                      Se o Mei não se enquadra adequadamente, qual modalidade é mais indicado para faturar em torno de 10 mil bruto por mês? Optante pelo simples?
                      Depende muito no ramo da sua empresa...
                      seria necessário um estudo tributário pra saber..

                      mas comercio em geral e com esse faturamento aí, a melhor opção é o simples nacional.

                      Minha empresa tbm é do simples.

                      Comentário


                      • #12
                        Postado originalmente por manobl Ver Post
                        Você não precisa necessariamente passar 300 pendrives por "lá" , chega ser risonho só de pensar nisso , da mesma forma com o paypal?... Por isso eu digo oque já ouvi muito no inicio ; Aprenda o certo pra querer fazer errado. Sem contar que ninguém , ninguém seria inocente de movimentar tudo isso por mês (Paypal?)!?


                        Por isso que eu disse, que se fosse trabalhar com quantidade ou com alto valor, seria necessário estar regularizado '-'



                        Nesse caso é bom alimentar mais de um fisco né?! Quem aprende trabalhar errado sem saber o certo só cobre o sol com a peneira! Mas claro , em teoria ...
                        ???
                        alimentar mais de um fisco...
                        suborno?

                        lol não é necessário... falei em macetes contábeis... e isso não seria cobrir o sol com peneira. Poderia dar alguns exemplos, mas não é uma boa ideia.

                        Vc que é importar, e deve ter experiencias realizando.

                        Ao importar, todas as vezes agiu legalmente?
                        Nunca pediu para o fornecedor alterar a declaração de produto ou preço? Isso seria um macete de importação.
                        O uso de shipito, redirecionadores também é.

                        Comentário


                        • #13
                          Então, dei uma lida nos topicos indicados e fiz algumas pesquisas a respeito da necessidade e criação do cnpj..
                          Pra quem é viável criar o MEI
                          http://www.portaldoempreendedor.gov....dor-individual
                          aqui esta o link, explicando tudo, inclusive da pra criar pelo proprio site citado!

                          Sobre o Simples Nacional

                          O que é o Simples Nacional?

                          O Simples Nacional é um regime compartilhado de arrecadação, cobrança e fiscalização de tributos aplicável às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, previsto na Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006.
                          Abrange a participação de todos os entes federados (União, Estados, Distrito Federal e Municípios).
                          É administrado por um Comitê Gestor composto por oito integrantes: quatro da Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB), dois dos Estados e do Distrito Federal e dois dos Municípios.
                          Para o ingresso no Simples Nacional é necessário o cumprimento das seguintes condições:
                          enquadrar-se na definição de microempresa ou de empresa de pequeno porte;
                          cumprir os requisitos previstos na legislação; e
                          formalizar a opção pelo Simples Nacional.
                          Características principais do Regime do Simples Nacional:
                          ser facultativo;
                          ser irretratável para todo o ano-calendário;
                          abrange os seguintes tributos: IRPJ, CSLL, PIS/Pasep, Cofins, IPI, ICMS, ISS e a Contribuição para a Seguridade Social destinada à Previdência Social a cargo da pessoa jurídica (CPP);
                          recolhimento dos tributos abrangidos mediante documento único de arrecadação - DAS;
                          disponibilização às ME/EPP de sistema eletrônico para a realização do cálculo do valor mensal devido, geração do DAS e, a partir de janeiro de 2012, para constituição do crédito tributário;
                          apresentação de declaração única e simplificada de informações socioeconômicas e fiscais;
                          prazo para recolhimento do DAS até o dia 20 do mês subsequente àquele em que houver sido auferida a receita bruta;
                          possibilidade de os Estados adotarem sublimites para EPP em função da respectiva participação no PIB. Os estabelecimentos localizados nesses Estados cuja receita bruta total extrapolar o respectivo sublimite deverão recolher o ICMS e o ISS diretamente ao Estado ou ao Município. (fonte: https://www8.receita.fazenda.gov.br/...gina.aspx?id=3 )


                          Comparado ao MEI, parece um bixo de sete cabeças...

                          Fico um tanto insegura nessa questão, compreendo a necessidade de legalizar, mas surge o impasse, o MEI é muito abaixo do que eu almejo, e as demais formas de tributação são muito mais burocraticas e com o custo mais elevado (se alguém opta por outras e puder dar seu parecer agradeço), porém tenho medo de descartar o MEI na expectativa de ganhos maiores, optar por outra tributação e não ter rendimentos abrangentes..
                          Amigos do forum, qual foi a opção e vocês no inicio do negocio?
                          nao quero dar o passo maior que a perna...

                          Comentário


                          • #14
                            Postado originalmente por sorcyeth Ver Post
                            ???
                            alimentar mais de um fisco...
                            suborno?

                            lol não é necessário... falei em macetes contábeis... e isso não seria cobrir o sol com peneira. Poderia dar alguns exemplos, mas não é uma boa ideia.

                            Vc que é importar, e deve ter experiencias realizando.

                            Ao importar, todas as vezes agiu legalmente?
                            Nunca pediu para o fornecedor alterar a declaração de produto ou preço? Isso seria um macete de importação.
                            O uso de shipito, redirecionadores também é.
                            Também não disse suborno , não sei de onde você tirou isso... Mas existem meios, amigo , macetes contábeis , declarar valor menor ... Isso não é nem a ponta do iceberg... Shipito a gente aprende bem no inicio mas eu mesmo nunca usei , pra mim nunca valeu a pena... Enfim , acho que as informações estão ai ...
                            Last edited by manobl; 19/07/2017, 15:46.
                            Evite punições e Ande sempre de Acordo com o Forum! Leia as REGRAS GERAIS DO FORUM

                            Comentário


                            • #15
                              @manobl

                              Exato isso nem é a ponta do iceberg. O restante do iceberg não podemos nem comentar aqui no fórum. Por se tratar de um lugar público.

                              @Camilawoicki

                              Camila, o MEI praticamente não tem impostos, esse meio foi destinado para micro empresas conseguirem sobreviver. Veja bem, aquele carro fast food na porta da sua faculdade... aquele salão de cabeleireiro no fim de um bairro.
                              São para empresas assim.
                              O simples nacional nada mais é que tu pagar todos os impostos em uma única alíquota, o nome dele já diz tudo "SIMPLES". Você lendo sobre fica meio perdida pq ainda não entende muito sobre a legislação e constituição de empresas no Brasil, mas o Simples nacional não tem nada de complicado.

                              Camila, sobre você "Almejar algo maior" isso não quer dizer nada aqui perante a constituição de empresas ok?
                              Você pode começar como MEI e quando você começar a crescer, você pode mudar para o Simples, o Real ou o Presumido. (Pode solicitar mudança 1x ao ano)
                              E outra, se você for MEI e seu faturamento passar dos 60mil/ano automaticamente o governo muda a sua tributação.

                              A questão é, se você for MEI, para continuar aqui você não pode passar dos R$60mil/ano.. se passar eles te atualizam para o simples nacional por exemplo. Isso que acontece. Não tem multas ou punições.

                              No simples nacional o faturamento vai de:
                              0 até R$3.600.000,00 / ano (acima daqui você precisa ser lucro real ou presumido)

                              Você deve abrir um CNPJ com base de como você vai começar! não com base de como você quer estar, pois como você vai evoluindo, o governo vai te acompanhando... então não precisa se preocupar.

                              Se começar pequeno MEI ou SIMPLES, se já vai começar com grandes importações, já pode ir direto pro Real ou Presumido...

                              Att

                              Comentário

                              Working...
                              X