Anúncio

Collapse
No announcement yet.

Comprar ( COM NOTA FISCAL) e vender Hollister/Abercrombie em loja física

Collapse
X
 
  • Filter
  • Hora
  • Show
Clear All
new posts

  • Comprar ( COM NOTA FISCAL) e vender Hollister/Abercrombie em loja física

    Boa noite pessoal...

    Alguém sabe me dizer se no caso eu possuir um CNPJ, consigo comprar peças de camisas da Hollister/Abercrombie (com NF) diretamente da fábrica ou de alguém autorizado para que eu possa vender?

    Minha ideia é de montar uma loja física em parceria com meu irmão, pois aqui na cidade ninguém vende roupa dessas marcas... Mas antes de acertar essa parceria com ele, eu preciso saber o que é preciso para comprar diretamente do fabricante... Se eles repassam para venda somente para grandes lojas... Ou se um vendedor iniciante já pode solicitar ser um revendedor...

    Alguém sabe me dizer, se aqui no fórum tem alguém que vende as camisas com NF?

    Não sei se ficou bem claro as minhas dúvidas... Na realidade quero fazer tudo corretamente, para depois não ter que prestar satisfação para algum órgão ou a própria fabricante.
    Quer receber de volta parte do valor pago em compras no Aliexpress e em vários sites do BR?

    Acesse o LINK a seguir e se cadastre para saber mais:
    Sistema Retorna CashBack

    BitCoins de graça? Clica aqui e se cadastra!

  • #2
    Postado originalmente por eulersoh Ver Post
    Boa noite pessoal...

    Alguém sabe me dizer se no caso eu possuir um CNPJ, consigo comprar peças de camisas da Hollister/Abercrombie (com NF) diretamente da fábrica ou de alguém autorizado para que eu possa vender?

    Minha ideia é de montar uma loja física em parceria com meu irmão, pois aqui na cidade ninguém vende roupa dessas marcas... Mas antes de acertar essa parceria com ele, eu preciso saber o que é preciso para comprar diretamente do fabricante... Se eles repassam para venda somente para grandes lojas... Ou se um vendedor iniciante já pode solicitar ser um revendedor...

    Alguém sabe me dizer, se aqui no fórum tem alguém que vende as camisas com NF?

    Não sei se ficou bem claro as minhas dúvidas... Na realidade quero fazer tudo corretamente, para depois não ter que prestar satisfação para algum órgão ou a própria fabricante.

    Amigo,

    Acredito que os melhores preços somente serão encontrados diretamente com a MARCA. Entretanto, fechar uma parceria dessa não é fácil. Provavelmente já existem fornecedores Autorizados da Hollister no Brasil. Você precisa entrar em contato diretamente com eles e pedir informações. Assim você chegará à conclusões verdadeiras e significativas.


    Boa Sorte!

    Feliz Natal e um Próspero ano Novo!


    Att, Dam.

    Comentário


    • #3
      Amigo,

      Primeiro de tudo, se quer atuar corretamente, deverá IMPORTAR as roupas e para isso, não basta ter CNPJ. será necessário tbm dar entrada no Radar junto a receita federal, recolher impostos de importação, contratar um despachante aduaneiro e escolher qual das 2 formas de importação vai querer.

      1. Simplificada: Até U$ 150.000
      2. Completa: Acima de U$ 150.000

      Além disso, de enviar os documentos de sua empresa e etc, a receita fará um levantamento se sua empresa tem potencial de pagamento para importar os produtos que correspondem ao seu CNAE, e qualquer problema, eles darão seu pedido como INDEFERIDO, o que não te impedirá de tentar quantas vezes foram necessárias, apesar dos custos envolvidos se algum despachante fizer com vc.

      Outra coisa importante, 99% dos pedidos de RADAR de CNPJ de MEI são indeferidos, o que afinal tem uma certa lógica pelos valores que devem ser praticados anualmente por um CNPJ MEI.

      Eu importo relógios direto de algumas fábricas das marcas, e esse processo requer negociação e estrutura. E agora, respondendo a sua pergunta, existem 2 formas de vender com emissão de NF para o seu consumidor final.

      1. Sua empresa importando corretamente através da aplicação do RADAR;
      2. Você comprar direto de um importador, pois terá uma NF de entrada de suas mercadorias, e portanto poderá emitir uma mesma de saída, mas isso por vezes inviabiliza a revenda, pois se for repassar os custos de importação, sua loja deverá ter nome, estar em shopping ou então não será competitiva.

      Exemplo? Vamos lá!

      Relógio Bvlgari com custo aqui nos USA de U$ 5.000,00
      Resumindo todo o processo, ele será importado pelo RADAR, despachante aduaneiro, impostos, tempo da receita e etc por cerca de R$ 18.250. Lembrando que esse é seu custo de imoprtação, e existem outros fatores que vc deve(e tem) que levar em consideração na formação do preço no Brasil para venda como:

      1. Sazonalidade;
      2. Público -Alvo;
      3. Marca do produto;
      4. Oferta/Demanda; entre outros pontos que um curso no SEBRAE ia poder lhe dar uma luz legal, SE REALMENTE QUER FAZER A COISA CORRETA!

      Vai uma dica MINHA, da minha experiência. Não venda no mercado livre, DEPENDENDO do teu mercado. Eu falo pela minha experiência própria no meu ramo de atuação.

      Temos muitos colegas aqui que fazem verdadeiras fortunas no ML com os mais variados produtos, mas no meu caso, eu não quiz arriscar e deu certo.

      Enfim amigo...O caminho para "andar na lei" é bem tortuoso, e muito mais complicado do que as linhas que escrevi acima. Se quiser mais detalhes, manda uma MP que te falo a verdade do dia a dia.

      De qualquer forma te aconselho sempre a não desistir. O caminho é árduo como eu disse, mas você via de regra encontra o arco-íris no final, e vale muito a pena.


      grande abraço e boas festas,

      Marco

      Comentário


      • #4
        Difícil você ser revendedor oficial dessas marcas , apenas a Mandi & Co é autorizada no Brasil a comercializar essas duas marcas.

        Comentário


        • #5
          Não precisa ser revendedor oficial. A importação correta já credencia o estabelecimento de vender da forma que quiser. Tendo NF de entrada..o comércio é livre.

          Sent from my GT-I9505 using Importa Brasil mobile app

          Comentário


          • #6
            comprando fora do Brasil é só pedir que venha com invoice
            ACESSE A ÁREA DE VIDEOS DICAS E TUTORIAS

            Comentário


            • #7
              santosrj, ter somente a invoice da compra não lhe coloca em posição de importação. Continua na ilegalidade. Você só importa corretamente(para revenda) se pagar alíquotas do RADAR, que inclui IPI, ICMS, aduana e todos demais impostos, e aí isso gerará notas fiscais de entrada.

              Sent from my GT-I9505 using Importa Brasil mobile app

              Comentário


              • #8
                Postado originalmente por Marco Antonio Correia Ver Post
                Amigo,

                Primeiro de tudo, se quer atuar corretamente, deverá IMPORTAR as roupas e para isso, não basta ter CNPJ. será necessário tbm dar entrada no Radar junto a receita federal, recolher impostos de importação, contratar um despachante aduaneiro e escolher qual das 2 formas de importação vai querer.

                1. Simplificada: Até U$ 150.000
                2. Completa: Acima de U$ 150.000

                Além disso, de enviar os documentos de sua empresa e etc, a receita fará um levantamento se sua empresa tem potencial de pagamento para importar os produtos que correspondem ao seu CNAE, e qualquer problema, eles darão seu pedido como INDEFERIDO, o que não te impedirá de tentar quantas vezes foram necessárias, apesar dos custos envolvidos se algum despachante fizer com vc.

                Outra coisa importante, 99% dos pedidos de RADAR de CNPJ de MEI são indeferidos, o que afinal tem uma certa lógica pelos valores que devem ser praticados anualmente por um CNPJ MEI.

                Eu importo relógios direto de algumas fábricas das marcas, e esse processo requer negociação e estrutura. E agora, respondendo a sua pergunta, existem 2 formas de vender com emissão de NF para o seu consumidor final.

                1. Sua empresa importando corretamente através da aplicação do RADAR;
                2. Você comprar direto de um importador, pois terá uma NF de entrada de suas mercadorias, e portanto poderá emitir uma mesma de saída, mas isso por vezes inviabiliza a revenda, pois se for repassar os custos de importação, sua loja deverá ter nome, estar em shopping ou então não será competitiva.

                Exemplo? Vamos lá!

                Relógio Bvlgari com custo aqui nos USA de U$ 5.000,00
                Resumindo todo o processo, ele será importado pelo RADAR, despachante aduaneiro, impostos, tempo da receita e etc por cerca de R$ 18.250. Lembrando que esse é seu custo de imoprtação, e existem outros fatores que vc deve(e tem) que levar em consideração na formação do preço no Brasil para venda como:

                1. Sazonalidade;
                2. Público -Alvo;
                3. Marca do produto;
                4. Oferta/Demanda; entre outros pontos que um curso no SEBRAE ia poder lhe dar uma luz legal, SE REALMENTE QUER FAZER A COISA CORRETA!

                Vai uma dica MINHA, da minha experiência. Não venda no mercado livre, DEPENDENDO do teu mercado. Eu falo pela minha experiência própria no meu ramo de atuação.

                Temos muitos colegas aqui que fazem verdadeiras fortunas no ML com os mais variados produtos, mas no meu caso, eu não quiz arriscar e deu certo.

                Enfim amigo...O caminho para "andar na lei" é bem tortuoso, e muito mais complicado do que as linhas que escrevi acima. Se quiser mais detalhes, manda uma MP que te falo a verdade do dia a dia.

                De qualquer forma te aconselho sempre a não desistir. O caminho é árduo como eu disse, mas você via de regra encontra o arco-íris no final, e vale muito a pena.


                grande abraço e boas festas,

                Marco
                Corrigindo o amigo acima, são 3 formas de se importar e a que ele esquecer de citar não é necessário ter cadastro no radar.
                os correios fazer as importações através do importa Fácil, neste caso o MEI não precisa dar entrada no Radar. Os correios mesmo fazem o desembaraço.

                Comentário


                • #9
                  Postado originalmente por Marco Antonio Correia Ver Post
                  santosrj, ter somente a invoice da compra não lhe coloca em posição de importação. Continua na ilegalidade. Você só importa corretamente(para revenda) se pagar alíquotas do RADAR, que inclui IPI, ICMS, aduana e todos demais impostos, e aí isso gerará notas fiscais de entrada.

                  Sent from my GT-I9505 using Importa Brasil mobile app
                  Pode fazer a importação através do Importa Fácil dos correios, neste caso não precisa de Radar e os impostos são únicos com 60% + ICMS.

                  Comentário


                  • #10
                    Postado originalmente por Marco Antonio Correia Ver Post
                    Não precisa ser revendedor oficial. A importação correta já credencia o estabelecimento de vender da forma que quiser. Tendo NF de entrada..o comércio é livre.

                    Sent from my GT-I9505 using Importa Brasil mobile app
                    Realmente você tem razão, pois legalizando sua importação, os produtos automaticamente se naturalizam, sendo assim o comércio é livre, desde que seja emitida NF.

                    Minha resposta foi em relação à ser revendedor oficial das marcas e não do processo em sim.

                    Abraços.

                    Comentário


                    • #11
                      Postado originalmente por caricaii Ver Post
                      Pode fazer a importação através do Importa Fácil dos correios, neste caso não precisa de Radar e os impostos são únicos com 60% + ICMS.
                      Cuidado com as informações que passa! Se importar pelo Importa fácil sendo PF, de forma alguma lhe credencia comercializar, e muito menos emitir NF.

                      Outro ponto importante é que estes 60% ainda acrescem estadia nos correios, e com o ICMS o total de taxas gira em torno de 92%, portanto é uma das mais caras formas de importar. E ineficiente, além do prazo ser extremamente elástico.

                      Abs

                      Marco Correia

                      Comentário


                      • #12
                        Postado originalmente por Marco Antonio Correia Ver Post
                        Cuidado com as informações que passa! Se importar pelo Importa fácil sendo PF, de forma alguma lhe credencia comercializar, e muito menos emitir NF.

                        Outro ponto importante é que estes 60% ainda acrescem estadia nos correios, e com o ICMS o total de taxas gira em torno de 92%, portanto é uma das mais caras formas de importar. E ineficiente, além do prazo ser extremamente elástico.

                        Abs

                        Marco Correia
                        Nenhuma pessoa física pode comprar com intenção de revender, em nenhuma hipótese.
                        Não se cobra nenhuma estadia nos correios, os correios cobram um valor fixo para cada encomenda a titulo do desembaraço aduaneiro que é feito por eles, quando se importa pelo Importa Fácil, R$150,00 para cada pacote que pode (muito mais barato que vc contratar um despachante aduaneiro para fazer o desembaraço).



                        Disponibilidade do serviço:

                        De qualquer lugar do mundo para o Brasil (Operadores postais nos países de origem).
                        - Pessoa Jurídica: Valor aduaneiro até US$ 3,000.00 (três mil dólares) ou em moeda estrangeira equivalente.

                        O valor aduaneiro, sobre o qual incidirá o imposto, será a soma do valor dos bens integrantes da remessa postal, acrescida do custo de transporte (tarifa postal), bem como do seguro relativo a esse transporte (seguro postal, se houver). Mais a cobrança do ICMS da cidade destino da remessa.
                        Para pessoas físicas é proibida a importação com caracterização comercial, conforme Portaria SECEX (Secretaria de Comércio Exterior) nº. 23/2011.

                        Não é uma verdade absoluta que fazer a importação pelo Importa Fácil é sempre mais cara, cada tipo de produto tem uma tabela de calculo de impostos quando se faz a importação utilizando o RADAR, vale fazer a comparação para ver se o produto é mais vantajoso trazer pelo RADAR ou pelo importa fácil (vale lembrar que a burocracia do importa fácil é bem menor e o valor do despachante no caso os correios é bem menor), mas tudo é uma questão de comparação de estudos para vc ver qual método de importação legal sera o mais interessante para vc.


                        Importante!

                        Os CORREIOS informam que existem alguns sites que utilizam o mesmo nome da marca Importa Fácil. Esses sites não têm nenhuma relação comercial com os Correios. Portanto, o consumidor que, porventura, sinta-se lesado em decorrência de transações comerciais efetuadas por esses sites, que os Correios não poderão ser responsabilizados pela prestação de um serviço que não é de sua competência.

                        Algumas perguntas frequentes sobre o IMPORTA FACIL.
                        Como importar via Correio?

                        para pessoa física ou jurídica que deseja importar valores entre US$ 501 a US$ 3,000 as encomendas serão desembaraçadas por Declaração Simplificada de mportação (DSI) por meio da utilização opcional do serviço de Importa Fácil. Se optar por esse serviço, o correio obterá para vossa senhoria o registro no Siscomex de sua importação e promoverá acompanhamento do desembaraço pelo valor de R$150,00. Para utilizar esse serviço o cliente efetuar cadastro prévio no site: ww.correios.com.br/importafacil. Tal site contém demais informações necessárias ao envio de encomendas por meio do correio.

                        Quais os documentos deverão vir com a mercadoria/remessa para o Brasil?
                        a) FATURA COMERCIAL (Commercial Invoice) – É emitida pelo exportador, a Fatura Comercial é o documento que serve de base para o desembaraço aduaneiro da mercadoria no país de destino, assumindo a função da Nota Fiscal para o mercado internacional.” É obrigatória a apresentação da Fatura Comercial Original e assinada para desembaraço da mercadoria junto à Receita Federal, e uma cópia desta para o fechamento do Contrato de Câmbio quando for efetuado após o embarque da mercadoria.
                        b) CONHECIMENTO DE EMBARQUE - Conhecimento de transporte internacional é mais um documento essencial. Sua emissão é feita pela companhia ransportadora e possibilita ao exportador comprovar o embarque da mercadoria. O conhecimento de Embarque pode ser denominado Bill of Lading (B/L) quando se tratar de embarque marítimo ou Airwaybill (AWB) quando se tratar de embarque aéreo.

                        Existe algum limite de peso e dimensão para os objetos importados?
                        O peso aceito é de no máximo de 30 kg e a regra geral é que a maior dimensão não deve ultrapassar 105 cm. A soma do perímetro (largura+largura+altura+altura) + comprimento deve ser menor ou igual a 2,00m. Os objetos postais que não atendam às condições mencionadas, tanto de peso como de dimensões, estarão sujeitos à devolução ao remetente.

                        É possível comercializar normalmente os produtos adquiridos via Importa Fácil no mercado nacional, sendo a empresa cadastrada no simples nacional (microempresa)?
                        Em se tratando de pessoa jurídica, com CNPJ e Registro Estadual em dia e sem pendências com a Receita Federal, poder-se-á sim utilizar o serviço Importa Fácil para efetuar importações e revendê-las aqui no Brasil, bastando apenas respeitar o limite de US$3.000,00 por importação.

                        É necessário possuir cadastro no RADAR da Receita Federal para importações de pessoa jurídica?
                        Para valores até US$ 3.000 (três mil dólares americanos), os importadores pessoa física e jurídica, estão dispensados de habilitação prévia no RADAR nos termos do Art. 17 da IN SRF Nº. 650 de 12/05/06.

                        Espero ter esclarecido alguns pontos da importação feito pelos correios através do IMPORTA FÁCIL.








                        Comentário


                        • #13
                          Apesar q choveu no molhado. .ė isso ai....rs

                          Sent from my GT-I9505 using Importa Brasil mobile app

                          Comentário


                          • #14
                            Então amigos, estou quase com a mesma dúvida do criador do tópico.

                            Também gostaria de fazer tudo 100% legalizado para poder emitir nota fiscal de saída, a minha dúvida é o seguinte:
                            O fornecedor só me envia pelo FEDEX e como estou trazendo como Pessoa Física sei que não posso de forma alguma revender (legalmente), gostaria de criar um CNPJ (que não fosse MEI) e emitir nota fiscal de saída. A questão é que como Pessoa Física a FEDEX faz tudo, paga os impostos, faz o desembaraço e entrega na minha casa, como Pessoa Jurídica não sei como funciona. Como a FEDEX "faz tudo" não sei se teria que me cadastrar no importa fácil (que por ser dos correios não mudaria nada, pelo fato de chegar até mim pela FEDEX) ou pelo RADAR.

                            Desde já obrigado.

                            Comentário


                            • #15
                              Postado originalmente por MalibuSurf Ver Post
                              Então amigos, estou quase com a mesma dúvida do criador do tópico.

                              Também gostaria de fazer tudo 100% legalizado para poder emitir nota fiscal de saída, a minha dúvida é o seguinte:
                              O fornecedor só me envia pelo FEDEX e como estou trazendo como Pessoa Física sei que não posso de forma alguma revender (legalmente), gostaria de criar um CNPJ (que não fosse MEI) e emitir nota fiscal de saída. A questão é que como Pessoa Física a FEDEX faz tudo, paga os impostos, faz o desembaraço e entrega na minha casa, como Pessoa Jurídica não sei como funciona. Como a FEDEX "faz tudo" não sei se teria que me cadastrar no importa fácil (que por ser dos correios não mudaria nada, pelo fato de chegar até mim pela FEDEX) ou pelo RADAR.

                              Desde já obrigado.
                              Se vc quiser usar uma empresa de courier (FEDEX, UPS entre outras) para fazer uma importação legal, somente pelo RADAR, tem que fazer todo o tramite burocrático para para se cadastrar no RADAR, tem um tópico que fala sobre isso aqui no fórum. O desembaraço neste caso terá que contratar alguém para fazer isso para vc. Não é possível fazer o recolhimento dos impostos quando envia, o desembaraço para operações comerciais tem que ser feito todo em território nacional, dessa forma é gerada um documento que sera sera nota de entrada.

                              O MEI pode se cadastrar no RADAR e fazer importações, ou se preferir pode tb fazer as importações pelo Importa Fácil dos correios.

                              Comentário

                              Working...
                              X